Assuntos Relevantes

Estudante de Direito? Você precisa ler este texto antes que saia do ar.

Ontem vi algumas situações (uma no facebook e outra no twitter) que me inspiraram a escrever este breve (ou não!) ensaio.

1. No facebook, num grupo de advogados, um colega oferecendo parcerias para ações revisionais de empréstimos consignados de aposentados e outras operações bancárias, até quitadas.

Sabemos que essa tese já está superada pelos Tribunais Superiores e que conseguir procedência numa revisão de contrato é bem difícil. Talvez esse entendimento se modifique em razão do cenário econômico, mas até o momento, permanece igual.

Muitas pessoas responderam e comentaram que estavam interessadas na proposta.

Aí me veio a pergunta: não seria mais fácil cada uma dessas pessoas sair rua afora captando clientes para suas próprias revisionais? Porque precisaram que um terceiro lhes apresentasse essa oportunidade? Ou será que pensaram que o autor da postagem teria um “segredo escondido” para atrair clientes? Não sei.

2. Tweet de um advogado vendendo um curso de como faturar 1 milhão de reais no primeiro ano da advocacia. Valor do curso: 3 mil reais. Acho que o faturamento do dito advogado não provém da advocacia e sim da venda de cursos, mas se você quiser acreditar que vai faturar 1 milhão de reais no seu primeiro ano como advogado, tudo bem. Só não diga que ninguém avisou quando isso não acontecer.

Pode ser que existam profissionais que ganham esse valor no primeiro ano? Pode. É a regra? Com certeza, não.

Sempre comparo advogados com jogadores de futebol. Uma pequena parcela joga em times da Série A e recebe salários de 6 dígitos, mas a grande maioria joga em clubes pequenos e sequer chega em salários de 5 dígitos.
O texto é direcionado a estudantes, mas cabe também para profissionais em início de carreira.

Resultado fácil e rápido não existe. Isso é falácia.

Mas os estudantes tem uma forma de mudar esse jogo e cheguei a essa conclusão conversando com um colega ontem à tarde.

Aproveite o período da graduação para definir o rumo que você quer seguir depois.

Eu tinha ideia de fazer concursos (minha família é, na maioria, de servidores públicos) e, por isso, não me preocupei muito em construir uma imagem de advogado durante os anos de graduação, apesar de ter um bom networking em mãos.

Trabalhei por 3 anos num escritório de contabilidade, ou seja, tive acessos à vários empresários e empresários que hoje se destacam no cenário local. Bela oportunidade, não é?

Mas eu não aproveitei. Poderia ter fortalecido a imagem de advogado, de estudante de Direito, mas não o fiz por pura falta de objetivo.

Quando você for começar o curso, decida o que quer fazer depois e direcione seus estudos para essa situação.

Se você for fazer concursos, decida qual, pegue as provas, saiba o que as bancas cobram e comece a estudar desde logo. Você terá uma vantagem enorme para os demais concorrentes.

Em qualquer uma das situações você usará o nosso recurso que é mais escasso, o tempo, a seu favor. Muitas coisas na vida são processos, dependem de crescimento, de amadurecimento e quanto antes isso ocorrer, melhor e sim, há como acelerar.

A segunda dica é: tenha cuidado com promessas que parecem muito boas, pois a chance de ser alguém vendendo algo que não existe é muito grande.

Já disse e repito: resultado fácil não existe!

Marketing digital funciona? Sim, funciona. Mas não é tendo um site e postando um texto no blog que você alcançará milhares de pessoas e conseguirá centenas de clientes.

Tudo é uma construção, um processo. Desconfie de “métodos” que vão te fazer conquistar 20, 30 clientes por mês, porque essa “fórmula mágica” não existe. Não um mês depois de formado, ao menos.

No geral, trabalhe, faça contatos, dê total atenção aos seus clientes. Pode parecer bobagem, mas muitos dos clientes insatisfeitos com advogados atribuem isso ao fato do profissional não dar a devida atenção aos seus problemas.

Em alguns anos de advocacia, vi muitos profissionais que cobraram para entrar com processo e não entraram, outros que retiveram valores indevidos de clientes e por aí vai.

Isso vai contar a favor do bom profissional, mas levará tempo até que você conquiste este espaço que já é ocupado por outros advogados.

A advocacia é um ramo muito gratificante, mas o retorno, se você trabalhar de forma honesta e correta, demora. Isso é consenso entre advogados.

Mas, você pode “cortar caminho” seguindo algumas das dicas que te passei nesse texto. Sempre lembrando que meu intuito não é e nunca será vender curso ou fórmula mágica do sucesso para outras pessoas, pelo contrário, meu objetivo é desmascarar esses charlatões e, indiretamente, valorizando a classe dos advogados, pois uma advocacia forte passa por bons e satisfeitos advogados, profissionalmente e financeiramente.

Maico Volkmer
Direito Imobiliário | Contratos | Cobranças | Direito Trabalhista
Atuo de forma ampla no Direito Imobiliário e Direito Civil, Cobranças e Contratos no geral, de forma consultiva on-line e judicial. Atuo ainda na área Trabalhista Consultiva e Compliance. Saiba mais sobre meu trabalho em www.volkmeradvocacia.com.br Sou idealizador do projeto Analisa Contrato, serviço de análise e elaboração de contratos totalmente digital. Saiba mais em www.analisacontrato.com Sinta-se à vontade para falar comigo WhatsApp +55 51 99274 8888
Fonte: maicovolkmer.jusbrasil.com.br


You may also like